Como um Corretor avalia o que valoriza ou desvaloriza um imóvel - Instituto Consciência GO

Como um Corretor avalia o que valoriza ou desvaloriza um imóvel

Depositphotos_2285300_s-550x401Um dos maiores desafios de um Corretor de Imóveis é apresentar ao cliente o que valoriza ou desvaloriza um imóvel. E ainda, muitos são responsáveis por exatamente fazer essa avaliação mercadológica do imóvel. Assista abaixo o vídeo da entrevista com Alexandre Frankel, diretor da Vitacon, falando sobre essas características que interferem no valor de um imóvel.

E se você, Corretor, quiser se aprofundar nesse assunto, pode também baixar grátis o Kit PTAM. Nele você encontra:

Esses são materiais que nossos professores utilizam no nosso Curso Avaliação Mercadológica de Imóveis (presencial e à distância).

banner blog kit ptam

Leia a transcrição do vídeo:

Anne Dias: Olá! Tudo bem? O que desvaloriza um imóvel? Metrô: valoriza ou desvaloriza? Ter um clube por perto: valoriza ou desvaloriza? Escola: é bom ou é ruim? É sobre isso que eu converso agora com Alexandre Frankel que é Diretor da Vitacon. Tudo bem Alexandre?

Alexandre Frankel: Tudo bom.

Anne: Alexandre, o que é ponto comum entre vocês que trabalham no mercado imobiliário, o que desvaloriza um imóvel? O que é ruim para um imóvel?

Alexandre: Olha, o que é ruim para um imóvel é ele estar numa localização ruim. Se ele está numa localização ruim, você dificilmente vai salvar esse imóvel. Por mais que você faça um produto maravilhoso, ou que você coloque atributos, a localização você dificilmente vai mudar essa característica dele.

Anne: E o que é um endereço ruim para você?

Alexandre: Olha que interessante: me perguntaram o metrô é bom ou é ruim? Então, é muito relativo. Então, existe um terreno em que estávamos estudando, ele está na porta do metrô. Por um lado, excelente, está na porta do metrô. Por outro, o fluxo de pessoas é enorme, parece uma feira livre o dia inteiro. Então para um prédio de alto padrão, ou dependendo do uso que ele será dado, pode ser ruim ou bom, depende do atributo, da utilização que você vai dar nesse imóvel e se ele comporta ou não. Então, depende do uso que for dado, pode ser interessante. Mas são pontos que, por exemplo, está mal conservado, isso deprecia. Fatos como poucas vagas, condomínio caro, uma fachada feia. Então isso tudo ajuda a depreciar e desvaloriza.

Anne: E o que desvaloriza numa cidade grande é a mesma coisa que desvaloriza numa cidade menor?

Alexandre: Não, geralmente o pessoal de uma cidade grande gosta de estar no burburinho, gosta de estar naquele agito. Você tem umas características que são muito diferentes do interior, onde o pessoal busca algo mais pacato. Então a gente não pode comparar, é muito particular de cada região. Por exemplo, tem lugares que tem vista para o mar, faz vista pra montanha. E nem sempre a característica é a mesma.

Anne: Por outro lado, o que valoriza um imóvel de maneira geral, Alexandre.

Alexandre: Olha, o que valoriza são características que todo mundo quer. Então, uma localização privilegiada, num bairro nobre, quer ter um custo de condomínio baixo, quer ter uma boa planta que atenda às necessidades daquele público específico, uma fachada bonita, uma boa apresentação (quem não gosta de ter uma boa apresentação do seu imóvel?).

Anne: Mas isso é um imóvel dos sonhos né? Nem sempre acontece.

Alexandre: Isso, e cada vez menos, com os preços que a gente está vendo cada vez mais altos. Fica mais difícil chegar no imóvel dos sonhos. ntão a gente tem que ir no que é mais acessível, abandonando alguma das características que consideramos ideais.

Anne: É, tem que usar o bom senso né?

Alexandre: Sim.

Anne: É isso, ALexandre. Muito obrigada por ter vindo e até uma próxima conversa. E obrigada você também que acompanhou mais essa entrevista. E você viu o que valoriza e o que desvaloriza o mesmo imóvel. Até a próxima!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *