Tendência na educação: o que podemos esperar nos próximos anos - Instituto Consciência GO

Tendência na educação: o que podemos esperar nos próximos anos

BLOG mudanças na educação

O modo como se concebe o processo de ensino é ancorado pela concepção de como se concebe a aprendizagem. A compreensão desse processo tem mudado nos últimos dez anos deslocando o foco do ensinar para o aprender, o que implica voltar a atenção para o principal ator envolvido nesse processo: o aluno.

Em todas as tendências identificadas para a educação para os próximos anos, o protagonismo do estudante se apresenta como uma constante, consolidando assim a mudança nos papéis assumidos em sala de aula para que a aprendizagem ocorra de forma mais efetiva. Tais mudanças incidem sobre movimentos metodológicos necessários para adaptar a escola e o ensino às necessidades dos alunos na atualidade.

Vale destacar que se trata de movimento singular de cada instituição, uma vez que cada contexto e cada realidade exige uma configuração ímpar. Por isso é de suma importância a experiência e o preparo de um Gestor Educacional, esse profissional visa atender a crescente demanda de formação e atualização de profissionais para o gerenciamento e a administração de instituições do ensino público e/ou privado

Conheça o nosso MBA em Gestão Empresarial e Educacional e baixe também nosso portfólio!

A seguir, observe as principais tendências para a educação no Brasil e no mundo, apresentando as possibilidades metodológicas de organização do ensino e da aprendizagem, de modo que essa experiência, cada vez mais, faça sentido para a vida dos estudantes da atualidade, os quais têm a chance de vivenciar uma nova experiência com a informação e o conhecimento por meio das novas tecnologias.

Tendências para a educação

Via FIESC

O aumento do investimento em tecnologias no processo educacional tem trazido, nos últimos anos, enormes avanços na medida em que extrapolou as possibilidades de educação a distância e acesso à internet, permitindo individualizar a seleção de atividades a partir do modo de aprender de cada estudante, oferecer conteúdo revisados e adaptados às necessidades de cada um, e evidenciar a necessidade de ter dados e recursos educacionais abertos.

Leia também:

Pedagogia: um mercado promissor!

Aperfeiçoamento: uma necessidade constante

Educação Infantil: cada vez mais esse profissional será requerido

Destacamos que as tendências educacionais tendem a ser complementares e não excludentes. Isto significa que em uma única abordagem podemos usar a experimentação em espaço escolar e não escolar, adotar também a personalização do ensino e desenvolver as competências socioemocionais para o séc. 21. Em um contexto de possibilidades como o da educação uma certeza parece permanecer: a de que a educação precisa ser reinventada.

Todavia, o papel do Gestor Escolar é de suma importância para que essas mudanças ocorram e que sua função não se resume meramente à administração do estabelecimento de ensino, mas a de um agente responsável por mudanças. Porém, é preciso incorporar esse gestor à modernização. Mudanças rápidas e velozes ocorrem em todos os setores, algumas são mais visíveis, como é o caso da área tecnológica.

O Gestor da atualidade deve gerenciar com responsabilidade, motivação e preocupado com a formação continuada de sua equipe interagindo com a comunidade escolar, atualizando-se e compartilhando conhecimentos. Gerenciar é tarefa de quem está à frente da empresa. A escola é uma empresa que precisa administrar recursos, possui um grupo técnico (professores), um grupo administrativo cujo objetivo é atender e fornecer serviços especializados à sua clientela (alunos).

Clique no botão abaixo e conheça o MBA em Gestão Empresarial e Educacional!

SAIBA MAIS

Fontes FIESC e Portal Educação com informações da assessoria de comunicação do ICG.

Comentários

comentários